Search
  • Carol Lopes

Blindagem de carros: tudo o que você precisa saber!



A blindagem de carros é um processo complexo que exige conhecimentos específicos e delicados. Afinal de contas, para que um veículo se torne à prova de tiros, ele precisa ser totalmente desmontado. Desse modo, quando esse desencaixe acontece, sobram apenas o motor, o painel e a lataria.

Assim, até o forro da parte interna do teto é removido, bem como o que reveste as portas. Além disso, os bancos, as rodas e os vidros também são retirados.

Em seguida, os materiais balísticos são acoplados à estrutura. Depois, é necessário um minucioso trabalho para remontar as peças de modo que as características e funcionalidades de cada modelo sejam conservadas.

Outro ponto importante na blindagem de carros é a forma de condução dos automóveis protegidos. Um utilitário blindado não pode ser estacionado em desníveis nem ter as portas fechadas com os vidros abertos, entre outros cuidados especiais.

Mais uma informação importante é que nem todo automóvel deve passar pelo procedimento. Devido ao peso extra das barreiras contra armas de fogo, carros com potência menor que 120 CV ficam expostos a intensas deteriorações. Ainda com curiosidade sobre essa metodologia? Então veja neste post como funciona a blindagem de carros!


O que é a blindagem de carros?


A blindagem de carros é uma técnica que reveste um veículo com barreiras estruturais capazes de resistir às munições de algumas armas de fogo. Assim, essa estratégia serve para proteger motoristas e passageiros de ataques.

Além disso, alguns tipos de modelos são mais fáceis de passar pelo procedimento do que outros. Desse modo, um automóvel deve ser robusto para suportar os cerca de 200 quilos extras que um veículo ganha depois de receber a barreira defensiva.

Assim, o cliente tem menos problemas de manutenção no futuro. Dessa forma, os melhores carros para blindar são os hatchs, os station wagon (também chamados de veículos SUVs), os sedans e as pick-ups. Veja a seguir uma lista de veículos bastante compatíveis com o método:

  • Toyota Corolla;

  • VW Tiguan;

  • Land Rover;

  • Jeep Compass;

  • Mercedes Benz GL e A 250.

Como conseguir a licença para instalar o material balístico?


A blindagem de carros depende de autorização do exército, isto é, de um Certificado de Registro emitido pela corporação militar brasileira. Assim, a primeira etapa do pedido se inicia com a escolha de uma blindadora autorizada.

Assim, o proprietário do automóvel a ser blindado e a prestadora dos serviços de blindagem protocolam uma solicitação junto à instituição militar. Depois, é preciso retirar a Declaração de Blindagem no país. Em seguida, essas documentações são encaminhadas para os departamentos de trânsito estaduais, nas quais passam por uma verificação de autenticidade. O motorista só pode circular com o blindado depois que a permissão estiver liberada.


Quais são os tipos de blindagem?


Esse segmento oferece diversos tipos de blindagem, sendo que as mais comuns são as II A e a III A (grau máximo de proteção permitida para cidadãos civis). Os graus de proteção da blindagem de carros variam até chegarem no estágio V, que é de utilização exclusiva das Forças Armadas! Veja a seguir os principais tipos de proteção disponíveis no mercado:

  • I: Proteção contra armas de calibres 22 e 38 e resistência a pedradas e golpes de ferro;

  • II A: Mesmo grau de barreira do nível I mais proteção contra Magnum.357 (ponta macia ou soft point) e pistola 9 mm;

  • III A: Acumula os efeitos dos dois estágios anteriores mais Magnum.44 e submetralhadora Uzi;

  • III: Assegura o bloqueio de munições de todas as armas acima mais disparos de fuzis M16, AK-47, AR-15, FAL, G36 e G3;

  • V: Resistente a todas as armas citadas, bem como às munições 12,7 x 99 mm NATO padrão e ataques aéreos de mísseis Stinger e Tomahawk.

Quais partes do carro podem ser blindadas?


A blindagem de carros pode ser realizada em quase todo o automóvel. Desse modo, é possível instalar o material balístico no firewall, no teto, nas portas, nas janelas e no porta-malas. Em todas essas situações, a blindagem de carro é classificada como opaca.

Contudo, a proteção dos vidros e das vigias é chamada de blindagem transparente. Veja a seguir o que acontece em cada fragmento do veículo:

  • Carroceria: recebe manta de aramida em placas. Esse material oferece mais resistência do que o aço e conta com maleabilidade para acompanhar o design do automóvel;

  • Colunas e travessas: são revestidas com aço balístico inoxidável;

  • Janelas e vigias: os vidros comuns são trocados por camadas de lâminas de cristal e polímeros;

  • Pneus e rodas: podem ser acrescentadas cintas metálicas na parte interna das rodas e cinta de borracha nos pneus.

Portanto, a blindagem de carros é uma atividade altamente delicada e que requer conhecimento e experiência. Por essa razão, ao decidir fazer o procedimento, escolha com muito critério sua prestadora de serviços. Para isso, o melhor é estudar um pouco sobre o tema. Que tal começar sua pesquisa agora mesmo? Então leia também nosso artigo que conta como tirar CR para carros blindados!